O loop do hábito — como reforçar ou criar novos hábitos

How Education
3 min readJul 19, 2023

Reforçando ou mudando hábitos e como isso vai impactar na sua vida.

Serena Repice Lentini

Já reparou como alguns hábitos podem nos ajudar no dia a dia?

Li em um livro que Michael Phelps, por exemplo, tinha o ritual de sempre chegar para seu treino diário e repetir ações como se sentar na mesma cadeira e ouvir a mesma música.
Parece coisa de maluco, mas, na verdade, esses hábitos/rituais ajudam a gente a focar nas atividades que precisam ser executadas, fazendo com que o cérebro recorde qual rotina deve ser acessada naquele momento.

Alguns hábitos/rituais comuns

Na lista de rituais que servem como gatilhos para o seu dia vale tudo o que você pensar ou gostar de fazer: algumas pessoas iniciam seu dia alongando, fazendo caminhadas, meditando ou tomando aquele café da manhã demorado. Também vale criar uma playlist no Spotify, fazer pequenas pausas após uma tarefa concluída (você pode experimentar o método pomodoro, por exemplo), ler um trecho de livro ou notícias. O que você quiser.

Imagino que você tenha os seus rituais diários, mas se não consegue recordar de nenhum deles ou acha que precisa de uma reciclagem para os atuais, sugiro o livro O poder do hábito: porque fazemos o que fazemos na vida e no trabalho, do Charles Duhigg.

O loop do hábito
No livro, Duhigg fala sobre o loop do hábito, que é um padrão neurológico que governa os hábitos.

O loop é composto por três elementos: uma deixa, uma rotina e uma recompensa.

- Começa com a deixa, que é uma espécie de gatilho. É a deixa que vai desencadear qual ação você deverá fazer — o seu hábito. O gatilho vai dizer para o seu cérebro entrar no modo automático.

- Depois de determinado qual hábito deverá ser ativado, entra a rotina, que pode ser mental, física ou emocional. Ela é basicamente a sua ação/execução do hábito.

- A última parte do loop do hábito é a recompensa. É a recompensa que irá dizer para o seu cérebro se esse hábito é importante, prazeroso ou válido para você.

Prepare-se para a mudança

Mas, como fazer para mudar esses hábitos? Duhigg acredita que você consegue trabalhar seu loop do hábito. Para isso, dois outros elementos são muito importantes: o desejo real de fazer algo diferente da sua rotina e a crença de que isso é possível. Para ele, grande parte das pessoas falha aqui, ao achar que não são capazes de fazer essa mudança.

O loop do hábito na prática

Vou te dar um exemplo bem simples, mas que ajuda a ilustrar o loop do hábito, usando os exemplos de rituais que usei acima:

- Eu quero ter um dia de trabalho produtivo. Para isso, vou seguir o meu ritual de ouvir aquela música que eu ouço sempre antes de começar meu dia de trabalho.

- Essa música vai dizer para o meu cérebro que agora ele precisa estar focado em desenvolver todas as atividades do meu trabalho.

- Qual a recompensa desse hábito que meu cérebro precisa entender? Pode ser, por exemplo, ter mais tempo — depois de realizar todas as minhas tarefas — para passar com as pessoas que eu amo ou o resultado de um dia de trabalho que me deixou feliz com o meu rendimento/progresso. Pode ser, também, algo novo que aprendi enquanto executava essas tarefas.

Lembrando que você pode aplicar esse modelo de loop do hábito para qualquer coisa que você quiser (por exemplo, se você quer uma vida mais saudável, você deverá pensar em criar ou reforçar hábitos como se alimentar melhor, ter mais qualidade de sono ou praticar atividades físicas).

Então, que tal criar ou reforçar hábitos e rituais para uma vida melhor?

Artigo por Renato “Minas” Buiatti, educador e cofounder da How.

--

--

How Education

Bootcamps imersivos, práticos e de curta duração com facilitadores das principais startups do mundo.